quinta-feira, março 10, 2005

O Pitósporo



A Gracinda e o Luís plantaram um pitósporo para o povo. Já lá vão mais
de vinte e cinco anos.

O pitósporo enxerga os ninhos dos pardais e desdobra de cheiro a primaveras no telhado obstinado da copa. A lua cheia olha. Embevecida. As raizes da àrvore gorjeiam crescimento e,upa, os pássaros pululam às centenas - convivem com a poeira da rua,os ruídos dos carros, conversam com as aranhas e as formigas, seduzem os gatos das varandas.

Uma osga silencia na sombra extasiada do muro. De noite, um desmanchar de pétalas, impressiona as capotas dos carros estacionados.
E, de manhã, os moradores não retomam os volantes sem soltar um assobio. Depois, num esgarçar de saudades de ser pássaro, fazem asa para o emprego.

João Minhau, o gato, fica calculando os cheiros e os voos. Tem o nariz cor-de-rosa e os olhos molhados de verde. Está à espera de ser árvore.
Eu também.

Texto de Maria Almira Medina, revista Sintra Regional, nº1, Maio de 2004

Da minha janela, dedico o Pitósporo ao meu pai.
Uma árvore grande na minha vida.
Hoje fazias anos, Pai. Um beijinho.

8 Comments:

Blogger Elvira said...

Que bonito! Já cheira à Primavera!

9:19 da manhã, março 10, 2005   Edit
Blogger Catty said...

Gostava tanto de escrever assim...um dia talvez me dedique...Lindo Texto!

9:36 da manhã, março 10, 2005   Edit
Blogger Alexandre Narciso said...

Um forte abraço para ti, neste dia especial

11:27 da manhã, março 10, 2005   Edit
Blogger Eufigénio said...

Um abraço

11:39 da manhã, março 10, 2005   Edit
Blogger Zoick said...

O meu pai faz anos hoje. Importas-te que também lhe dedique um Pitósporo?

12:08 da tarde, março 10, 2005   Edit
Anonymous Anónimo said...

Uma pensamento especial hoje para ti, Pedro.
Foto e texto lindo!
A primaveira esta perto ...
Cristina

1:45 da tarde, março 10, 2005   Edit
Blogger Azenhas said...

Bem... eu ando baralhado nos dias.. O meu pai fazia anos a 11 de março...
que é AMANHÃ!!
Sem querer, Baralhei os dias da semana e amanhã tenho uma graaaaaande exposição a anunciar aqui.

Reservem o fim de tarde de sábado para virem beber um copo comigo às azenhas, sff.

amanhã mais pormenores

2:19 da tarde, março 10, 2005   Edit
Anonymous Mano said...

As ideias são intemporais. A Chuva já apareceu de mansinho e pela calada. Se calhar devido a esta prosa da Almira

10:08 da tarde, março 10, 2005   Edit

Enviar um comentário

<< Home