quinta-feira, junho 30, 2005

O tempo anda assim...


foto de Paulo Feitais

O tempo anda a ficar tropical ou é impressão minha?
Nuvens, chuvinha, calor, sol...
Da minha janela, um bom dia, neste país onde já nem o clima é o que era.

quarta-feira, junho 29, 2005

Mapas



Daqui vê-se as Azenhas.


... e daqui a minha casinha!


Como hoje é dia de São Pedro vejam daqui a festa

Tão giro que é o GoogleMaps!

apareceu-me via Contra-Indicado, por isso não deve fazer bem a coisa nenhuma!

Da minha janela...aquele abraço.

segunda-feira, junho 27, 2005

Dong-Hyek Lim



Conforme planeado, fomos à Quinta da Piedade, assistir ao Festival de Sintra.

O pianista, Dong-Hyek Lim, de apenas 21 anos, encantou-nos com Chopin num dueto permanente com os passarinhos da Serra de Sintra.
A Quinta da Piedade, pertencente à Duquesa do Cadaval, é linda, com uma vista fabulosa.

Da minha janela, vale a pena morar por aqui.

sexta-feira, junho 24, 2005

Agradecimento dos meninos das Azenhas

dia D
Os alunos da Escola EB1 de Azenhas do Mar vêm aqui agradecer a participação da comunidade na recolha de pilhas usadas. Esta escola foi uma das vencedoras e como tal enriqueceu um pouco mais a Mediateca com o prémio a que teve direito.

Um bem-haja e esperamos contar convosco em iniciativas futuras! :)

retirei do À Beira-Mar.

quinta-feira, junho 23, 2005

Um Segredo...


(fotografia de Vassalo)

Hoje divulgo um segredo para estes dias...
Quando está calor no resto do país, na região litoral de Sintra vão encontrar a maior parte das vezes nevoeiro e fresquinho.
Lisboa nos 35º e Azenhas nos 21º é uma situação normal.

Por isso, quando virem alguém em Lisboa de casaco num dia de extremo calor, digam-lhe bom dia.
Mora de certeza aqui para as nossas bandas.

Da minha janela, aquele abraço.

quarta-feira, junho 22, 2005

Música...

dia D

No dia em que eu nasci, o top era ocupado pelo Desmond Dekker & The Aces - "The Israelites" em singles.
Em LP's mandavam os Cream, de Eric Clapton, com o album "Goodbye".
Na altura não havia CD's...

Descubram qual o top no dia em que nasceram no Every Hit.

terça-feira, junho 21, 2005

Carranca Redondo

dia D

Faleceu a semana passada, Carranca Redondo, fabricante do Licor Beirão.
Tinha 89 anos, e foi o primeiro a efectuar uma campanha de painéis publicitários a nível nacional. Era ele próprio que aos fins-de-semana percorria o país (e não havia auto-estradas...) a colocar os painéis.
Nos tribunais era conhecido por defender a sua própria causa: ficou célebre uma intimação do tribunal para limpar as silvas de um terreno, ao que ele respondeu que o terreno não tinha silvas. Tinha era uma plantação de amoras...

segunda-feira, junho 20, 2005

O Webcedário está contra-indicado!!!

dia D

Contra-indicado, Obra Gráfica, 2005-2005
Hoje, 20 de Junho, em exposição permanente no Webcedário
.

"Pois é! Um dia depois de fazer dois meses, ou melhor, ao sexagésimo segundo dia, ou seja, acabadinho de ficar sexagedário, o Contra-indicado é o convidado do 2º Dia-D do Webcedário. Durante todo o dia de hoje, as letras que o Webcedário, colocar em linha foram paridas, criadas, desenhadas, coloridas, engendradas, mal-amanhadas, inventadas, marinadas, ensimesmadas, produzidas, apresentadas, geradas, imaginadas, e sei lá mais o quê, por este vosso criado. Durante 24 horas, vinte e quatro horas, vint’ e quatro nem mais uma! Viiiinte e...adiante!

Este dia é especial, acreditem. Agradeço aos ABC Dários a disponibilidade e a paciência de irem lendo os disparates que lhes vou mandando. O Webcedário é, seguramente, a ideia criativa mais original e conseguida com que me deparei nestas andanças pela (mal?)dita blogosfera. O potencial que ali há de desconstrução / criação, não tem fim. E, acima de tudo, o gozo. O gozo enorme, absoluto, total, de pôr as letrinhas a falar, de encontrar aquela fonte, aquela posição dos olhos que dá aquela expressão a um "C" (como se fosse possível dar expressão a um "C" ou a um "R" ou a um "A"...) A inveja é uma coisa muito feia, mas digo aqui, sem peias, que invejo de verdade os ABC Dários, pelo prazer que têm todos os dias em criar e desenhar aqueles quadros que parecem tão simples, mas que são tão difíceis de tornar simples. Por tudo isto, poder ver lá publicados alguns dos disparates que me vão ocorrendo é um privilégio. De luxo. Obrigado, sinceramente, obrigado.

E agora vão . Vão ver as letras. Vão ver os disparates. As bebidas estão logo à direita de quem entra, os croquetes e as empanadillas galegas estão ao fundo, na mesa comprida. O quarteto é de cordas, a mulher-barbuda dança com quem lhe pagar, batota só depois da meia-noite, o polícia à porta é gratificado, chama-se Óscar e tem o olfacto muito apurado. A bexiga deve ser esvaziada nos locais apropriados, sob pena de multa. E sim, as facas do faquir são verdadeiras, muito cuidado.

P.S.: O Webcedário, esse Grande filho de uma Gramática e de um Tratado de Geometria, é de visita diária obrigatória."

Da minha janela... Parabéns Zé!

sexta-feira, junho 17, 2005

Auto - Azenhas

O interesse que as Azenhas despertam não pára de me surpreender.

No fim do ano, quando sair um novo carro familiar de uma marca de luxo, que me pediram para não dizer que era a Mercedes-Benz, vamos poder ver as Azenhas do Mar numa campanha Mundial .

Estiveram na quarta feira a fotografar por lá e posso-vos dizer que o carro é lindo!

Da minha janela posso-vos dizer que foi um evento e peras... Os carros eram protótipos que vieram de camião directamente da fábrica e ainda com matrícula alemã.

Bom fim de semana!

quinta-feira, junho 16, 2005

Arte final...


foto de Victor Melo



Arte-final

Não basta um grande amor para fazer poemas.
E o amor dos artistas, não se enganem,
não é mais belo que o amor da gente.

O grande amante é aquele que silente
se aplica a escrever com o corpo
o que seu corpo deseja e sente.

Uma coisa é a letra,
e outra o ato,
quem toma uma por outra confunde e mente.

Affonso Romano de Sant'Anna

quarta-feira, junho 15, 2005

A Pesca...



No verão, uma boa pescaria enche a alma de maresia.
Já não faço uma assim à muito tempo.

Esta foto e os sargos, são do amigo António Ferreira, que gosta de pescar nas alturas da fortaleza de sagres.

Quem não vai à pesca pode sempre comer uma lata de sardinhas...

segunda-feira, junho 13, 2005

40º Festival de Sintra

6:43h.
Uma vózinha de 5 anos diz:
-São hoooras de levantar!
Obedeço mecânicamente e ainda a dormir preparo o pequeno almoço.
Conversamos um pouco, ligo o Panda e tomo o pequeno almoço sózinho na frescura da manhã enquanto observo o que a relva cresceu durante a noite. Revejo mentalmente o que irei escrever hoje por aqui.
Decido falar no


Este Festival de Sintra é uma oportunidade de visitar alguns locais sobre uma perspectiva músical e a preços bastante acessíveis.
Este ano o Festival de Sintra decorrerá durante os meses de Junho e Julho e as suas apresentações terão lugar nos Palácios Nacionais de Queluz, Sintra e Pena, Palácio de Monserrate, Jardins do Palácio de Seteais, Quintas da Piedade e da Regaleira e no Penha Longa Hotel & Golf Resort. O Grande Auditório do Centro Cultural Olga Cadaval será palco de todo o ciclo de Dança.

Este ano quero ir dia 17 de Junho ver a "Compagnie Linga" no Centro Cultural Olga Cadaval e Dong-Hyek Lim [Piano] dia 25 de junho à Quinta da Piedade, debruçada sobre colares.

No Blog do 40º Festival de Sintra encontram o programa completo.

Agora vou arranjar fatos, pranchas, toalhas, yogurtes e cremes e vou dar um saltinho à praia.

quinta-feira, junho 09, 2005

Completo



"Está tudo tão completo.
Completo.
As ondas lá em baixo certinhas, linhas brancas que rasgam este nosso mar tão azul.
Semtimo-nos uns previlegiados, de facto.
Este sol, este vento fresco, estes risos cá dentro e a música que enche o ar."


Revista Soup

quarta-feira, junho 08, 2005

Uma arma para o calor...



Ofereceram-me este gadget muito útil.
Ventoinha com borrifador de água incorporado.

Tem sido bastante útil neste dias de calor.

Da minha janela... Aquele abraço.

terça-feira, junho 07, 2005

Negão no pedaço

Olhos

E aí, minha gente! Como é que é? Tudo em cima? Aqui é o Negão, tomando conta do pedaço. O babaca de seu Azenhas saiu, deixando a porta nos trincos e o papai aqui aproveitou ir dando uma entradjinha, com a ajuda do cara do comprimidjinho, que fez o favor de me dar umas dicas sobre isso aí (tadjinho, me dá inté pena: vai levar o resto da vida comendo por palhinha...).

Pois é, galera, é isso aí, já viu? Chega de rotótó, não vem que não tem e seu Ademir está brabo pra xuxu e disse para mim que, ou eu pegava de vez esse pamonha desse seu Azenhas ou minha Tia Doriveida ia ter o sobrinho querido logo, logo do lado dela.

Deixe-me-lhe dizer uma coisa: seu Azenhas é mais custoso dji pegar que enguia em óleo de fritar camarão, vijesantíssima. O danado acaba sempre escapando. Mas agora se danou. Vai ter pagar e dar o mindjinho de prova, pra levar a seu Ademir. Seu Ademir só acredita em dedo mindjinho, não tem outro jeito, não. Me lembra daquela vez que Negão levou a orelha dum salafrário-desgraçado-sem-vergonha e seu Ademir ficou cuspindo fogo uma semana inteirinha. Ia inté batendo a caçuleta, coitado.

Enquanto o babaca não volta (parece que foi à praia), vou aproveitar para dar uma chuveirada, que o banheiro lá do Motel está entupido com barata morta. No sábado, ósdespois do jogo da selecção, seu Filipão ainda me disse para tomar uma ducha nos balneários, mas aquilo era só homem pelado cheio dji frescura, dando abraço uns nos outros e mamando champanhe pelo gargalo. Minha nossa senhora! Papai Negão aqui não é desses, qué que cês tão pensando?
Negão demora, não. Já vorta. Inté.

(...)

Aí ó pessoal, tudo numa boa? Papai Negão está de volta, lavadjinho e perrfumado que nem um nenem! Mas, vou-te contar: esse seu Azenhas aí deve ser jogador da selecção: cês haviam de ver a quantidade de cremezinhos e perrfumes e mais não sei o quê que o marmajão tem lá no banheiro. Minha Mãe Oxalá! Até chinelo com florzinha eu vi! Seu Ademir bem que me preveniu que o cara gostava de tomar umas aqui e outras ali. Deve ter sido por isso que o home ficou brabo. Mas Negão, quer nem saber. Serviço é serviço e, se tem de ser, tem de ser limpo, que o boteco não tem faxineira, não.

Deixa dar uma vista de olhos aqui no sítio, já que tenho de esperar. Lugarzinho porreta, esse aí das Azenhas, visse? Coisa fina, parece inté o presépio do Natal que Tia Doriveida montava quando Negão era moleque. Mi dá inté vontade di chorá, só da lembrança... Qu'é qué lá isso? Xó prá lá com a choradeira! Homem barbado chora não, visse?

Bão, vamo mudar o clima disso aí. Enquanto o homem não vem, vou caprichar um sonzinho aqui no violão, para todos ‘ócês. Se chama Bicho Mau e é de Nabor Camargo. Venha se ajeitar aqui por perto mesmo que as bebidas estão logo ali. Vê se gosta, vai.



(...) opa! cai fora pessoal, 'tou ouvindo passos. O homem está chegando...olha lá ele dji calçãozinho e toalha no ombro, rindo que nem um bobo. Vai nem saber a côrr do arrrmário que lhe vai cair em cima. Cadê meu taco de beisebole e a caixinha pra guardar o dedo mindjinho, cadê?...

***** / *****


E pronto. A saga de seu Ademir e do Negão termina aqui. Começou no dia 25 com um comentário de seu Ademir António ao poema publicado, e desde aí tem vindo a desenrolar-se diariamente, sempre nos comentários do blogue das Azenhas do Mar.
O Benjamim também colaborou na brincadeira: vão ver a fotografia de hoje do Fotoben. É uma esplêndida fotografia, um retrato poderoso de alguém, algures em Lisboa. Acima de tudo é uma fotografia que conta histórias. E essas são as boas fotografias: as que contam histórias.

Obrigado Pedro, pela colaboração e por teres permitido tanto disparate junto, na tua casa. A gente paga o que se partiu.
Abraços,
JN

...mi aguarda, ó babaca. Eu vou mas vorto...

segunda-feira, junho 06, 2005

Estou de férias cá dentro

Hooooooooa.....
Desculpem estar a abrir a boca e chegar cá tão tarde.
É que estou de férias...

Devido ao Seu Ademir e ao Seu Negão fui forçado a deixar de aparecer no emprego, pelo menos durante as proximas duas semanas!


Entretanto a fotografia para hoje também não consegui colocar. Parece que o servidor está de férias...


Da minha janela, que belo dia!

sábado, junho 04, 2005

E lá vou eu!

... vou sair de casa agora para ir às exposições do C.C.A....

Tenho andado escondido por causa do negão que o Seu Ademir mandou atrás de mim.

Já não se pode roubar um poema!

Só o governo é que pode roubar tudo... Não há direito.

sexta-feira, junho 03, 2005

C.C.A.

Já havia o C.C.B. ali para os lados de Lisboa.

Agora temos o C.C.A., Centro Cultural das Azenhas!

Neste pedaço de maresia colado aos rochedos como uma lapa, vão ser inauguradas 2 exposições amanhã!

No Brisa do Mar, pelas 18:30 de sábado, haverá a inauguração da exposição Senhor de si.
"Numa Brisa do mar chegamos até aqui
encontrámos o aroma, a luz, e a magia que nos fez ficar
Chegado o momento em que o nosso encontro será permanente, estamos ambos preparados.
Vocês que viram que o verdadeiro olhar se faz de olhos fechados,
nós porque vivemos desse calor.

Bebemos um chá?"





No Brisa do mar durante todo o mês de Junho.Fecha às segundas-feiras.

------------- X -------------


No C.E.D.C.R.A.M., Centro Educativo Desportivo Cultural e Recreativo das Azenhas do Mar, em frente da Igreja de S. Lourenço, vai ser reaberto o café agora remodelado.

o novo CAFÉ do MAR, vai ser inaugurado também pelas 18:30 com a muito interessante exposição fotográfica SINTRA e as SUAS GENTES, cedida pela Câmara Municipal de Sintra.

"Café do Mar, porque existem lugares que perduram no tempo."



foto do site da escola das Azenhas

quarta-feira, junho 01, 2005

Destrava Línguas...



Três bruxas olham para três relógios Swatch.
Que bruxa olha para que relógio Swatch?

Agora em inglês...

Three witches watch three Swatch watches.
Which witch watches which Swatch watch?

Enquanto pensam nisso podem ver os relógios mais lindos do mundo aqui.

Se tiverem mais destrava línguas, deixem nos comentários.