sexta-feira, março 24, 2006

Stressless...



Ontem, ao sair do emprego tive uma daquelas "urgências de ver mar".
A tempestade ainda estava forte e o ar estava carregado de sal marinho.
Já noite, no miradouro das azenhas, uma cana afrontava sózinha o oceano enfurecido.
Fico um pouco ali, a ver o mar, e de dentro do carro sai o pescador que eu não conhecia.

Falámos durante 10 minutos de peixe (que já não há), de chumbadas (que hoje têm de ser pesadas!) isco (o melhor hoje é o caranguejo pilado, dizia eu), força e direcção do mar (uma brutalidade!) e que o pior mesmo era o vento.
Um peixe foi lá, mas "não ficou".
Despedi-me com um "então vou andando..." enquanto ele ia mudar o isco.
Nunca se deseja boa sorte a um pescador!

Para mim é a melhor terapia do mundo.
Desapareceu todo o stress que tinha.
Fui para casa outra pessoa.

E a vocês?
O que vos põem mais bem dispostos?
Da minha janela, bom fim de semana.

13 Comments:

Blogger Álex said...

o mar também, é do melhor!
Óptimo fds

12:52 da tarde, março 24, 2006   Edit
Blogger lilla mig said...

Eu também gostava, mas o mar está tão longe!... :(

1:18 da tarde, março 24, 2006   Edit
Anonymous Dedos said...

A mim o que me dispõe mesmo bem disposto é às sextas-feiras à noite, quando acerto no euromilhões. Essa é que é!

2:16 da tarde, março 24, 2006   Edit
Anonymous NS said...

O mar.. o Cheiro. o som, o vento, as gaivotas, os pingos na cara. O sol e o cheiro do mar com sol..

É lindo o mar...

2:17 da tarde, março 24, 2006   Edit
Blogger zm said...

Eu saí de casa por volta das 19:00h. A luz do dia já escorrera quase totalmente para Oeste. Levava calçados os meus ténis alados e dirigi-me ao Vinagre, aí desci ao Mucifal, fui evitando as vias mais movimentadas e fui saír à Adega de Colares. Depois segui pela estrada até perto da Praia das Maçãs, subi para a estrada lá do alto, por trás dos prédios, segui no meio da escuridão até ao largo das Azenhas. Apanhei a estrada de volta a Janas. Cruzei-me com poucos carros. Entrei no atalho que vai de Janas ao Bairro do Totobola, já perto de Nafarros. E já um bocado estafado corri para casa com a energia que me restava.
14 Km e 73 minutos depois de ter saído de casa voltei a entrar, lavado pelo vento, a maresia, a escuridão e o ladrar dos cães.
É a minha terapia. Já me custa viver sem ela.
Um abraço.
ZM

4:20 da tarde, março 24, 2006   Edit
Blogger Broken Skin said...

Uma manhã, tarde ou noite a olhar o Tejo... O mar, o cheiro, a areia nos pés...São as pequenas coisas que se tornam especiais.
É do melhor que existe =)
Bom fim de semana*

10:17 da tarde, março 24, 2006   Edit
Blogger Stressless said...

Alguém me chamou?
lol!
Sem Stress?!
Muitas coisas... vir aqui também, mas o mar, sempre! Sem dúvida.
E olhar para o sorriso do meu filho...
Abração

10:27 da tarde, março 24, 2006   Edit
Anonymous Anónimo said...

obg*

Isabel

4:55 da manhã, março 26, 2006   Edit
Blogger Joana said...

O mar também tem efeito relaxante em mim...
Revolto ou calmo o mar leva-me de encontro à minha alma!

Boa semana!

1:22 da manhã, março 27, 2006   Edit
Blogger Rivera said...

Eu também fico muito relaxada quando vejo o mar, mas como não fica aqui perto e eu não tenho carro, tenho mesmo de me contentar com um passeio a pé até um jardim.
Já agora, aproveita bem o facto de morares junto ao mar, que sorte a tua...

11:57 da manhã, março 27, 2006   Edit
Anonymous Anónimo said...

O sorriso da minha filha.

Um abraço de um leitor assíduo.
RV
htto://setecores.blogspot.com

2:14 da tarde, março 27, 2006   Edit
Anonymous elisabete said...

O mar, o mar, o mar e aquele seu azul de mil tonalidades. E o sorriso de gente feliz com ou sem lágrimas. E os abraços tão bons dos meus amigos. E acordar bem cedinho e sentir-me bem viva naqueles dias de sol e azul sem fim. E respirar aquele ar único do alto de qualquer serra de perto ou de longe. E todas as pequenas coisas gigantes de significado pela sua simplicidade e autenticidade. E tanto, tanto mais. Basta estar vivo.

9:52 da manhã, abril 01, 2006   Edit
Blogger MCeu said...

Sem sombra de dúvida, o mar é nosso amigo, mas como cada um de nós é um mundo, existirá várias opiniões sobre...

4:49 da tarde, abril 02, 2006   Edit

Enviar um comentário

<< Home